Brigada de incêndio: Orientação sobre normas da NT 17 em Cascavel (PR)

1

O comandante do 4º Grupamento de Bombeiros de Cascavel (PR), major Fernando Raimundo Shunig, participou da reunião empresarial da Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel), no dia 2 de julho, para informar sobre obrigações contidas da NT 17, que trata sobre Brigada de Incêndio. Embora existam legislações que abordem a matéria desde a década de 1970, o Paraná adotou um Código em 2012 que traz atribuições às empresas quanto à formação de brigadistas e da formação de Brigadas de Incêndios.

Shunig reconheceu, diante das dúvidas apresentadas, que a norma ainda tem falhas e que passará em breve por uma revisão. Entretanto, ele passou orientações sobre critérios mais abrangentes da NT 17. As empresas que precisam se integrar às exigências são aquelas que têm mais de cem funcionários, que contam com hidrantes e que possuam área física superior a mil metros quadrados.

O presidente da Acic, Alci Rotta Júnior, informou que o tema foi apresentado na reunião empresarial devido à procura que a entidade tem recebido de empresas diversas para esclarecimentos gerais sobre o assunto. O comandante do 4º GB informou que não são os Bombeiros que criam as normas, porém elas precisam ser observadas e com diálogo a unidade tem procurado, gradativamente, melhorar os seus serviços a toda a comunidade.

Vidas
A finalidade central da NT 17, que trata sobre curso de formação a brigadistas e à formação da Brigada de Incêndio, é de salvar vidas. O Código busca, de olho nessa missão primeira, a prevenção a incêndios, dificultar a propagação de incêndios, criar meios de controle e de extinção e oferecer condições de acesso para operações do Corpo de Bombeiros. Shunig explicou que as liberações dos Bombeiros ocorrem em situações específicas, de construções novas, áreas de risco, quando há reforma e ampliação da área física, mudança de uso da ocupação e alteração da altura da edificação.

A norma é ampla quanto às medidas de proteção de incêndios. São mais de 20, mas entre elas estão alarmes, extintores, hidrantes e sinalizações de emergência. A NT 17 traz a classificação por empresas e suas obrigações diante das questões associadas à formação de brigadistas e de brigadas de incêndio. O curso para brigadistas tem durações de 4 a 24 horas, segundo o tipo da empresa e riscos que apresenta. O credenciamento de empresas para a oferta da capacitação não cabe aos Bombeiros e sim à Secretaria de Educação. Ele fez um alerta para que, na contratação desse serviço, o empresário tire referências.

Alci informou que, por meio da Uniacic, a associação comercial oferece a capacitação às empresas, com cronograma de datas que seguirá até o fim do ano. A apresentação do comandante Fernando Shunig ocorreu no dia 1º de julho, quando se comemora o Dia do Bombeiro. Alci, o vice Edson Vasconcelos e o presidente do Conselho Superior, Leopoldo Furlan, entregaram uma placa em reconhecimento aos serviços da unidade em Cascavel.

Fonte: Acic

1 Comment
  1. Leandro A. Santos says

    Quando o assunto é emergência, é sempre bom estarmos bem preparados e informados.

Leave A Reply

Your email address will not be published.