Nova norma da UL 268 introduz mudanças significativas nos detectores de fumaça comerciais

0

Atualmente a construção civil adota a aplicação de materiais sintéticos, como o poliuretano – ao invés de materiais orgânicos, como madeira, fibras sintéticas entre outros. Isso é motivo de preocupação geral no setor, já que são materiais altamente inflamáveis. Hotéis e hospitais, por exemplo, são locais de alta atenção para incêndios, pois no caso de um incidente, precisam ser evacuados rapidamente. Por isso, é necessário que os sistemas de detecção de fumaça, utilizados em sistemas de alarmes de incêndio, estejam de acordo com as normas vigentes, já que são itens de segurança essenciais para detectar incêndios em estágio inicial.

A nova norma americana da 7ª edição da Underwrites Laboratories sobre os novos detectores de fumaça, utilizada como referência também no Brasil, traz modificações importantes nos sistemas de detectores de fumaça comerciais, capazes de distinguir entre um fogo rápido e um fogo latente, considerado realmente perigoso. Para a nova certificação, o padrão UL incorpora três novos testes: um de alarme incômodo de cozimentos e dois de espuma de poliuretano para incêndios latentes e com chamas. Esses últimos garantem que os detectores de fumaça funcionem adequadamente e permitam que os ocupantes do edifício deixem o local em tempo hábil e com segurança.

Para que os empreendimentos possam se antecipar na adequação das novas regras, a Edwards oferece ao mercado o detector de fumaça “Signature Optica” que eleva o padrão de resposta inteligente aos riscos de incêndio atuais, evitando, dessa forma, a emissão de alarmes falsos. O sistema também analisa os sensores de fumaça e de calor de forma independente do sensor de CO. A combinação de detecção óptica de fumaça com tecnologia de detecção de calor oferece uma identificação eficiente de incêndios latentes e fogos flamejantes rápidos. Com o elemento adicionado de monitoramento, este detector controla continuamente o meio ambiente por sinais de fogo e também mede os níveis de monóxido de carbono.

“A tecnologia de sensor patenteada da Signature Optica diferencia incêndios e partículas incômodas, como fumaça, poeira ou vapor durante o cozimento. O resultado é uma redução drástica nos alarmes incômodos, que geram interrupções de negócios e acionamentos desnecessários do Corpo de Bombeiro. Além disso, o sistema oferece vantagens e aumenta a proteção para todos os profissionais envolvidos em um projeto de sistema de alarme e detecção de incêndio, como engenheiros, especificadores, instaladores, distribuidores e usuários finais”, explica Vinicius Duarte,  gerente técnico de produtos da Carrier Fire & Security Latin America.

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.