Home Notícias Mercado promissor para os bombeiros civis
3

Mercado promissor para os bombeiros civis

0
3

arrumado_23Formado em auxiliar de enfermagem pela Beneficência Portuguesa, em São Paulo, Ivan Campos de Carvalho atuou na área por mais de 15 anos, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de grandes hospitais como a própria Beneficência Portuguesa e o Hospital Albert Einstein.

No final dos anos 90 passou a ser voluntário em um serviço de resgate civil, no qual ficou um ano e meio em maior contato com os serviços de bombeiros, defesa civil e equipes de emergência, passando a dividir seu tempo entre as áreas de saúde hospitalar e de emergência. Também nesse período se tornou instrutor voluntário de cursos profissionalizantes de nível básico e médio técnico nas áreas de aviação e turismo e ainda em cursos de aperfeiçoamento nas áreas de segurança no trabalho, prevenção e resposta a emergências.

No início dos anos 2000 fez seus primeiros cursos de bombeiro civil e passou a dirigir uma empresa de treinamentos e equipamentos de prevenção e resposta a emergência com atuação em todo País. Nessa época lançou um site temático sobre a área.

Em 2009, idealizou e coordenou a comissão pró-fundação do CNBC Brasil (Conselho Nacional de Bombeiros Civis) e com a constituição legal da entidade assumiu a presidência em 2011, cargo que ainda ocupa.

Nesta entrevista concedida à revista Incêndio, Carvalho fala do atual cenário da profissão, das dificuldades e das perspectivas.

Incêndio: Qual a história do CNBC?

Carvalho:  Em 2006 iniciamos os trabalhos para constituição da Associação Brasileira em Prol do Conselho Nacional de Bombeiros Civis, mas o projeto caminhava a passos curtos em razão das dificuldades de comunicação da época. Já em 2009, em plena euforia pelo reconhecimento da profissão por lei federal, um grupo de entusiastas entendeu que se fazia necessário uma instituição de abrangência nacional para amparo e desenvolvimento da profissão. A ideia tomou forma e, em outubro de 2009, se noticiou a assembleia de fundação, que contou com participantes de Norte a Sul do Brasil. A primeira diretoria acabou por se desfazer em dois anos, mas não sem antes promover uma nova constituição do Conselho, o que ocorreu no início de 2011, dando início aos trabalhos da atual gestão. Vale destacar que o CNBC não é uma autarquia federal e sim uma associação, da mesma forma que é a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e como tantos outros conselhos que, com a mesma legitimidade, lutam por suas categorias. No nosso caso, ainda somos uma entidade voluntária e sem fins lucrativos.

Lei na íntegra a entrevista, na edição nº 114 da revista Incêndio.

Comment(3)

  1. Olá bom dia
    Sou auxiliar e técnica em Enfermagem e estou no final do curso de bombeiro civil. Amei as informações aqui contida.Obrigada

  2. Boa noite muito importante todas essas informações obrigado por compartilhá-las conosco queria aproveitar e poder tirar uma duvida me formei bombeiro civil posso abrir uma micro empresa de prestação de serviços de bombeiro civil e também fazer analises de risco manutenções e venda de extintores somente sendo bombeiro civil sera que me poderia sanar essa duvida muito obrigado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *