Necessidade de expansão

0

Comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais comenta as estratégias para aumentar a atuação da corporação – por Ana Claudia Machado

 

O CBMMG (Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais) completa 105 anos no final de agosto. A data será comemorada com a inauguração de um novo Centro de Treinamento, que tem como meta fortalecer o ensino e o treinamento dos bombeiros, mas também otimizar e melhorar o atendimento à população mineira. A ação faz parte de uma série de inaugurações da nova gestão, que está sob o comando do coronel bombeiro militar Luiz Henrique Gualberto Moreira. Desde que assumiu o cargo, no início de 2015, Gualberto Moreira tem tentado expandir a atuação da corporação, que tem planos de, nos próximos 10 anos, ter unidades operacionais em todos os municípios com mais de 30 mil habitantes. Para entender como será esse processo, a Incêndio traz nesta edição uma entrevista com o comandante-geral do CBMMG.

Quantas unidades estão em operação atualmente?
A nossa estrutura atual compreende seis Comandos Operacionais de Bombeiros que são unidades descentralizadas de comando, dez Batalhões Operacionais e quatro Companhias Independentes, em regiões estratégicas de Minas Gerais, além de dois Batalhões Especializados (Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres e Batalhão de Operações Aéreas). Totalizando 64 municípios com cerca de 85 pontos de atendimento.

Expandir a atuação da corporação é uma das metas propostas na sua gestão. Como isso será feito?
O processo de aumentar a nossa capilaridade é uma política de comando que está alinhada à política do governo estadual. Nosso Plano de Comando, que abrange o período de 2015 a 2026, propõe três ciclos de execução como forma de organização e garantia do cumprimento das metas. A diretriz principal do Plano de Comando é atender mais e melhor o cidadão mineiro e estamos nos empenhando e conseguindo executá-lo. Nesse sentido, estamos ampliando a condição de presença do CBMMG em cidades onde não estávamos e fortalecendo a presença naquelas em que a demanda tem aumentado. Nosso Plano de Comando propõe três ciclos de inaugurações. Até o fim do 1º ciclo, em 2018, nossa expectativa é que estejamos presentes em 80 municípios. No segundo ciclo, que vai de 2019 a 2022, a previsão é de que estejamos presentes em 102 municípios e, por fim, no terceiro ciclo, que vai de 2023 a 2026, a meta é chegarmos a 124 (total dos municípios com mais de 30 mil habitantes) dos 853 municípios mineiros.

 

 

 

Leia a entrevista na íntegra em Incêndio – edição 133

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.

VOCÊ GANHOU UM CUPOM DE DESCONTO!

Utilize o CUPOM CIPA10 e tenha 10% de Desconto na Assinatura de qualquer Plano da Revista Cipa & Incndio.

USAR MEU CUPOM CIPA10
* Promoção válida para pedidos realizados até o dia 31.05.2022. Essa promoção não é válida para quem já é assinante da revista e não é cumulativa com outras promoções.
close-link