Mangueiras de combate a incêndio devem passar por teste hidrostático a cada 12 meses

0

Existem leis rigorosas que exigem equipamentos de combate a incêndio em lojas, fábricas, bares, escolas, faculdades, hospitais, shopping centers, restaurantes. Esses estabelecimentos precisam ter uma série de itens que ajudem na proteção de todas as pessoas que circulem pelo local. Afinal, com o uso desses artefatos é possível reduzir drasticamente o número de mortes, o de pessoas feridas e o prejuízo material.

Mas não adianta manter os equipamentos obrigatórios sem a devida manutenção. Um dos itens mais esquecidos na hora de verificar as condições do material antichamas são as mangueiras. Fundamentais desde as chamas iniciais até ao combate de um incêndio já instalado, elas devem passar por um teste hidrostático anualmente, como lembra o Capitão André Elias, do Corpo de Bombeiros Militar de São Paulo (CBMSP). “A NBR 12779 regula as condições do teste e as pressões às quais as mangueiras devem ser submetidas para serem consideradas aptas a integrar o sistema de proteção contra incêndio de uma edificação”, explica.

Caso o  teste hidrostático em mangueiras  de incêndio identifique algum vazamento nas extremidades ou anéis que não estão devidamente prensados, é realizado um processo chamado empatação, no qual ocorre a fixação da mangueira na união através de um anel de cobre, conforme orientação da Norma Técnica. De acordo com o capitão, basicamente, a mangueira é submetida a uma pressão maior do que a pressão de trabalho para o qual foi projetada e, não apresentando vazamentos, estará apta.

Esse teste deve ser realizado anualmente. “Em combinação com a NBR12779, a NBR 11861 regula as especificações técnicas das mangueiras para combate a incêndio, portanto é interessante fazer um paralelo entre as duas para que se chegue a um teste apropriado.”

Em uma vistoria do Corpo de Bombeiros, as mangueiras serão verificadas e a empresa estará sujeita a multas e interdições em caso de irregularidade.  Além da verificação do equipamento, a Norma Técnica determina que o usuário mantenha em seu poder o certificado válido de inspeção e manutenção de suas mangueiras de incêndio, emitido pela empresa capacitada. Esse documento poderá ser exigido pelo Corpo de Bombeiros, Prefeitura, companhia de seguro ou outras autoridades.

Empresa especializada

O capitão do CBMSP explica que a corporação não faz os testes hidrostáticos. Eles são realizados por empresas especializadas. De acordo com a NBR12779, os ensaios hidrostáticos em mangueiras de incêndio devem ser executados por equipamento apropriado.  Uma vez realizados todos os testes de qualidade e estando prontas para o uso,  as mangueiras devem ser armazenadas em local seco, ventilado e seguras da ação direta de raios solares ou ambientes com atmosferas agressivas.

Existem diversas empresas habilitadas a realizarem esses testes no mercado, não sendo difícil encontrar alguma em uma busca simples na internet. “Os preços variam de acordo com o tipo de mangueira e com o fabricante, portanto cabe uma pesquisa para que se encontre um preço justo”, afirma o capitão.

Leave A Reply

Your email address will not be published.