Home Notícias Registros de incêndio no Paraná aumentam 75% no primeiro semestre
0

Registros de incêndio no Paraná aumentam 75% no primeiro semestre

0
0

227_imgDurante o primeiro semestre deste ano houve um aumento de 75% no número de ocorrências de incêndio no Paraná reportadas pela imprensa brasileira, quando comparado ao mesmo período de 2014. O levantamento, feito pelo Instituto Sprinkler Brasil desde 2012, monitora diariamente os reportes de incêndio estrutural no País veiculados pela imprensa. Ao todo, foram 711 casos contra 534 contabilizados de janeiro a junho do ano anterior no Brasil.

A pesquisa mostra que o maior número de ocorrências de incêndio no País neste primeiro semestre aconteceu em edifícios comerciais (31% em lojas, shopping centers e supermercados), seguido por indústrias (18%) e imediatamente pelos sinistros em depósitos (12%). Outro percentual bastante expressivo vem dos chamados locais de reunião de público (igrejas, teatros, aeroportos, clubes, estádios, casa noturnas, escolas de samba, restaurantes e bibliotecas), em que foram registrados 11% do número total de incidentes.

O diretor geral do ISB, Marcelo Lima, explica que a pesquisa considera os incêndios que ocorreram em diversos tipos de construções, como instalações industriais e comerciais, depósitos, bibliotecas, escolas, hospitais e hotéis, excluindo os incidentes em residências.

“O levantamento tem o objetivo de desenvolver uma estatística sobre ocorrências de incidentes causados por fogo no País, excetuando os residenciais e florestais. Os dados representam entre 2% e 3% dos incêndios que ocorrem de fato devido à indisponibilidade de números oficiais divulgados com regularidade por diversos Corpos de Bombeiros e à inexistência de um órgão nacional que compile esses dados”, avalia.

Para efeito de comparação, no mesmo período de 2014, o instituto registrou 534 notícias sobre incidentes do gênero, o que representa uma média mensal de 89 matérias sobre o tema. Em 2015, a média de ocorrências registradas pela imprensa brasileira foi de 118 por mês.

O levantamento aponta ainda que o Estado de São Paulo lidera as ocorrências de incêndio divulgadas pela imprensa, seguido por Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

Para cada ocorrência foi contabilizada apenas uma notícia, inclusive nos casos de incêndio de grandes proporções e impactos que tiveram ampla repercussão em vários veículos de comunicação.

Fonte: Bem Paraná

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *