Ministério da Agricultura e Sebrae lançam programa para mitigar incêndios no Pantanal

0

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou, no mês passado, um conjunto de ações voltadas para a mitigação, prevenção e combate a incêndios no Pantanal, que ocorrem, principalmente, entre os meses de julho e setembro.

O anúncio foi feito pela ministra Tereza Cristina e pelo presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Melles. As ações integram o programa Pró-Pantanal, que tem como objetivo reduzir os impactos das queimadas na economia do Pantanal, até 2023, por meio de ações de prevenção e através fortalecimento dos pequenos negócios da região. Conta ainda com o apoio dos governos do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.

O novo programa realizará ações de apoio aos empreendimentos da região com a difusão de boas práticas de produção na economia criativa e na economia da biodiversidade. Dentre as atividades previstas estão a capacitação de produtores rurais, com foco na gestão e produção sustentável, e a qualificação de empreendimentos das principais cadeias produtivas. A ideia é também viabilizar ações concretas na área de educação para a prevenção de incêndios no Pantanal

“A prevenção ao incêndio é fundamental para a sobrevivência das pessoas que vivem deste bioma super importante, que além de ser um patrimônio da humanidade, tem uma biodiversidade fantástica e precisamos protegê-lo”, afirmou Tereza Cristina.

Já o Sebrae vai destinar R$ 30 milhões para a execução de atividades focadas no desenvolvimento do empreendedorismo, na inovação, na sustentabilidade e na bioeconomia. “O nosso papel, prazerosamente, vai ser aquilo que o Sebrae faz, de levar educação empreendedora, de levar orientação, de melhorar a governança territorial e de prevenção. Nós do interior sabemos que é sempre melhor prevenir do que remediar”, disse Melles.

Correndo atrás do prejuízo

O ano de 2020 foi o que teve mais registros de fogo no Pantanal desde o fim da década de 90, quando o monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) começou. De janeiro a novembro, foram registrados 21,4 mil focos de calor, mais que o dobro na comparação com o ano passado. Segundo monitoramento da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), quase 30% do bioma foi consumido pelas chamas.

Situado no centro da América do Sul, abrangendo a Bolívia, o Paraguai e o Brasil, o Pantanal é conhecido mundialmente por sua beleza, fauna, pecuária centenária e atrativos turísticos. O bioma conta com área de aproximadamente 362 mil km², sendo cerca de 150 mil km² em território brasileiro, divididos em 65% no estado de Mato Grosso do Sul e 35% em Mato Grosso.

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.