Como combater um incêndio florestal

0

Por Bucka

Incêndios são, sempre, acontecimentos inesperados. Não sabemos quando podemos presenciá-los, porém, ninguém está isento de possíveis inconvenientes deste gênero. Por esta razão, é muito importante saber quais os devidos procedimentos a serem tomados em situações como estas.

Se você é um amante da natureza, provavelmente gosta de acampar, fazer trilhas, curtir uma bela paisagem e estar em contato com o meio ambiente. Mas não se esqueça que não é uma possibilidade impossível que você, em algum momento, tenha de lidar com um incêndio florestal.

O QUE FAZER PARA COMBATER UM INCÊNDIO FLORESTAL?

É imprescindível saber como agir para combater as chamas, ajudar os profissionais e manter-se seguro.

1. Os 3 fundamentos indispensáveis ao fogo: Calor, combustível e oxigênio. É importante saber qual o papel que cada elemento desempenha em incêndios, pois já significa um grande avanço na luta contra a propagação:

O incêndio se dá a partir de uma fonte de calor: raios; fogueiras; faíscas; cigarros etc;

Grama seca, folhas, musgo, arbustos e pinhas, geralmente são considerados combustíveis de incêndios florestais, pois queimam rapidamente e necessitam de menos energia para alcançarem a combustão;

Quando o vento sopra, não só espalha o fogo, mas também alimenta o combustível, pois traz o oxigênio fresco que mantém a combustão operante;

2. Crie uma linha de fogo: Muitas vezes, a forma mais ágil de combater o fogo é criar um alastramento controlado ao redor do perímetro de um incêndio florestal, pois o fogo controlado lhe permitirá cortar a fonte de combustível do incêndio. Este método é considerado como ataque indireto ao incêndio;

3. Água como ferramente de supressão: A água remove a fonte de combustível ao torná-la totalmente úmida e o vapor gerado diminui a concentração de oxigênio disponível naquele local. No momento em que os bombeiros chegarem ao incêndio, deverão interligar suas mangueiras à fonte de água mais próxima, ou, ainda, o combate pode ser feito através de caminhão ou helicóptero. Caso você esteja sozinho com a sua família, sem o auxílio de profissionais, faça todo esforço para controlar o fogo com água disponível afim de impedir a propagação das chamas. Porém, se o incêndio atingir níveis maiores, chame o corpo de bombeiros e deixe o local, imediatamente;

4. Considere o uso de espuma classe A ou agente umectante: Caso você faça parte de uma brigada de combate a incêndios, considere utilizar espumas classe A ou agentes umectantes que aumentam a penetração da água nos combustíveis sólidos e consequentemente a eficiência do combate.

5. Barreiras naturais: Rios, lagos, estradas, brejos e regiões rochosas são opções de barreiras naturais que você pode usar em sua vantagem no combate à incêndios florestais. Todas as áreas de supressão de incêndios devem ser baseadas a partir de um ponto seguro. As chances de que o fogo alcance esta área é menor que a média, oferecendo um lugar, no qual seja possível permanecer por um período longo de tempo;

PREVENÇÃO

Acampe de maneira segura. Incidentes como estes não são impossíveis de acontecer, porém, podem ser evitados de diversas formas:

Não acenda fogueiras em lugares perigosos ou secos. Caso não haja um fogareiro, procure por um local a, pelo menos, 6 metros de distância de paredes de tendas, árvores, arbustos e outros inflamáveis;

Remova pedaços de gramas, gravetos, folhas e palhas do local. Atente-se a troncos de árvores também. Circundar o local com rochas, é importante, para impedir uma possível propagação das chamas;

Em incêndios desta natureza é recomendável o uso de LGE classe A, que garante maio penetração da solução nos combustíveis sólidos (madeira, por exemplo). Esta solução de água e LGE classe A pode ser aplicada através de canhões monitores instalados sobre viaturas.

Fonte: site da Bucka

Leave A Reply

Your email address will not be published.