ABIEX calcula que setor de equipamentos contra incêndio tenha queda de até 30% este ano

0

Para presidente da entidade, 2021 ainda é uma incógnita, mas segmento tem expectativa positiva em virtude da melhora nos últimos dois meses deste ano

O setor de equipamentos contra Incêndio e cilindros deve fechar 2020 com uma queda entre 25% e 30% em comparação com o ano anterior. A previsão é do presidente da ABIEX – Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos Contra Incêndio e Cilindros de Alta Pressão, Nercio de Souza. E, na sua análise, 2021 ainda é uma incógnita, embora as expectativas do segmento sejam boas, diante da recuperação nos negócios nos últimos dois meses deste ano.

Para o dirigente da entidade, o setor teve entre seis e sete meses de muitas dificuldades devido à paralisação da economia por conta da pandemia do coronavírus. “Começamos o ano de forma excelente. Havia uma expectativa muito boa depois de 2019 ter indicado uma recuperação econômica. Mas a pandemia interrompeu tudo”, lembra.

Souza explica que o mercado da indústria de equipamentos de combate a incêndios tem duas fases distintas. A primeira é a de manutenção das operações existentes, que representa grande parte do faturamento. A segunda é a de investimentos como shopping centers e usinas de álcool. “Como as empresas pararam suas atividades, não houve necessidade de manutenção por vários meses. Já os empreendimentos, mesmo aqueles que estavam em andamento, foram suspensos, atingindo nosso setor”, lamenta. “Apenas as empresas que fabricam e comercializam válvulas e cilindros de oxigênio tiveram alta na procura e devem terminar o ano com crescimento”.

Como o setor agropecuário não sofreu grande impacto com a pandemia, mantendo suas operações, Souza afirma que parte das indústrias representadas pela Abiex conseguiram evitar uma crise mais profunda. “Mas, com a alta do dólar, os fabricantes acusaram aumento entre 40% e 50% nos custos, sem a possibilidade de repassar esses percentuais para seus produtos, o que pode impactar no setor no próximo ano”, conclui.

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.