Triel HT muda estratégia para manter qualidade na fabricação de veículos especiais

0

Especializada no desenvolvimento de projetos de viaturas especiais para Bombeiros Urbanos, Bombeiros Industriais e viaturas Aeroportuárias, a Triel HT Indústria e Participações projeta um 2021 melhor que 2020. “O ano de 2020 foi uma montanha russa, mas para 2021 há uma perspectiva de melhora”. A análise é do gerente comercial da empresa, Daniel Rosset.

Com sede em Erechim (RS), a Triel HT customiza viaturas para Corpo de Bombeiros desde 1984, atendendo as normas brasileiras, segundo Rosset. “Oferecemos as mais modernas soluções tecnológicas em implementos e equipamentos para veículos de prevenção e combate a incêndios”, afirma.

Durante o ano passado a empresa viu seus negócios despencarem, enquanto os preços dos equipamentos e insumos subiram fortemente, obrigando uma mudança de estratégia. Segundo Rosset, as importações tornaram-se inviáveis e o jeito foi buscar parceiros no país. “Além de valores maiores também vimos o dólar atingir o patamar de mais de R$ 5,00 e o mercado não aguenta isso”.  Uma bomba, utilizada em caminhões de combate a incêndio, adquirida até o final de 2019 entre R$ 40 mil e R$ 50 mil, hoje não é encontrada no mercado externo por menos de R$ 90 mil. “Com fornecedores brasileiros conseguimos manter o preço anterior e a mesma qualidade do equipamento”, garante.

Mercado pequeno e agressivo

O gerente comercial lembra que o mercado para veículos especiais é pequeno, agressivo e caro, o que o torna sensível aos humores da economia. E com a crise provocada pela pandemia da Covid-19 a situação se agravou, principalmente no segmento de veículos para o Corpo de Bombeiros. “Enquanto os preços subiam as corporações tiveram redução das verbas destinadas a renovar a frota, o que nos obrigou a enxugar os projetos. Mantivemos apenas o essencial como bomba de água, canhão e tanques para diminuir o preço”, explica.

Mesmo assim, o aumento de até 100% nas matérias-primas, como aço e alumínio, e de 30% no chassi dos caminhões, afetou ainda mais o negócio. “Nós mantivemos a qualidade do nosso produto, mas estamos pagando mais caro por isso”.

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.