Home Normas Abrava e ABNT desenvolvem norma de controle de fumaça em edificações

Abrava e ABNT desenvolvem norma de controle de fumaça em edificações

0
0

Mais de 80% das mortes em sinistros são causadas pela inalação de fumaça. Ela obscurece o ambiente e prejudica a localização do incêndio. Além disso, os corpos de bombeiros desperdiçam muito tempo e gastam mais água durante o combate por conta de tal fator. Desta forma, o controle de fumaça é fundamental para a preservação de vidas e patrimônios.

A ausência de uma norma nacional específica para a questão levou a Abrava (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, ventilação e Aquecimento) e a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) a se unirem e criarem uma comissão de estudos, por meio dos comitês técnicos CB-55 (Comitê Brasileiro de Refrigeração, Ar Condicionado e Ventilação) e o CB-24 (Comitê Brasileiro de Segurança contra Incêndio), para o desenvolvimento da Norma Brasileira – NBR Controle de fumaça em edificações.

Como a Abrava congrega vários campos da engenharia, refrigeração, ar condicionado, ventilação e aquecimento e as empresas, associadas ou não, oferecem um trabalho voluntário de conhecimento e experiência na área da ventilação, o CB-55, associado ao CB-24, decidiu trabalhar juntos pela norma de gerenciamento de fumaça, para que eventos de incêndio não provoquem mortes.

O início dos trabalhos de parceria se deu após o episódio na Boate Kiss, em Santa Maria, RS, em janeiro de 2013, quando, de acordo com o laudo técnico, 225 pessoas morreram asfixiadas pela fumaça do local, principalmente por conta do ácido cianídrico emitido pela queima do produto de revestimento termoacústico do teto. O episódio chamou a atenção das entidades para que mudanças imediatas nas normas fossem realizadas, evitando novas tragédias.

por Adriane do Vale

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *